Protetor bucal – segurança nos esportes

Qualquer trauma na boca que possa causar sangramento, lesões na gengiva, fratura ou perda dentária, deve exigir atenção imediata. E, de acordo com estudos divulgados pela ADA (American Dental Association), mais de 5 milhões de dentes são avulsionados (saem completamente da boca) por ano, e a prática esportiva é responsável, em média, por 39% desses casos. Outro estudo, também realizado pela ADA, estima que um terço dos traumatismos bucais esteja relacionado às práticas esportivas. Por isso, o uso dos protetores bucais são essenciais em determinadas atividades, como, por exemplo, nas lutas marciais, ou qualquer atividade que envolva quedas, contatos físicos bruscos ou choques.

Os protetores bucais, geralmente, cobrem os dentes superiores e são projetados para evitar a fratura de dentes, corte nos lábios ou qualquer outro dano à boca. Atletas que usam aparelho ou prótese dentária na arcada inferior, o uso de protetor bucal nos dentes inferiores também é indicado.

Existem diversos tipos de protetores bucais. Independentemente do tipo, todo protetor bucal deve ser flexível, resistente à ruptura e cômodo de usar. Deve também adaptar-se à boca do atleta de forma a não restringir a fala ou respiração. Os três tipos de protetor bucal disponíveis no mercado brasileiro são:

  1. Protetores feitos sob medida — São diferentes para cada usuário e feitos pelo dentista ou por um laboratório de prótese. Por serem feitos sob medida, são extremamente confortáveis e oferecem excelente proteção. Para fazê-lo, o dentista tirará um molde de seus dentes e construirá o protetor em cima do molde. A maioria dos atletas prefere este tipo de protetor, pelo conforto que proporcionam. Mas, não se pode esquecer que, infelizmente, também são os mais caros.
  2. Protetores moldáveis em água quente — Todos protetores deste tipo têm a mesma forma, que pode ser alterada através do aquecimento em água quente. Para alterar a forma do protetor, coloque-o em água quente para amolecer e morda o plástico aquecido nos dentes. Este tipo de protetor pode ser adquirido em lojas de produtos esportivos e são mais confortáveis que os protetores comuns. Deve seguir-se cuidadosamente as instruções para evitar ficar com um protetor que não se ajusta bem a seus dentes.
  3. Protetores comuns — Baratos e pré-moldados, estes protetores são prontos para o uso. Contudo, muitas vezes não se ajustam bem aos dentes e chegam a dificultar a fala e a respiração.

Para saber qual é o protetor bucal mais adequado para a prática do seu esporte favorito, consulte o seu dentista. Esta atitude é uma das formas mais eficazes de prevenção. Mantenha sempre a sua saúde bucal em dia!

Sobre Caroline Marinho

Graduada em Odontologia pela Universidade Federal do Paraná em 2005; MBA em Gestão Comercial pela IBPEX em 2014; Especialista em Perícias Criminais pelo Verbo Jurídico em 2016; Gerente de Produtos da Sisprodent Soluções Dentárias.

Comments are closed.